Desemprego atinge 11,9% da população


Postado em 06/01/2017



O desemprego no país foi de 11,9%, em média, no trimestre de setembro a novembro, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A taxa é a mais alta desde que o instituto começou a publicar a pesquisa, em 2012. No período, o número de desempregados no Brasil foi de 12,1 milhões de pessoas.
 
São cerca de 100 mil desempregados a mais do que no trimestre de junho a agosto, mas o resultado é considerado estável pelo IBGE. Em um ano são três milhões de pessoas a mais sem emprego, ou seja, um aumento de 33,1%. Na comparação com a divulgação anterior da pesquisa, com dados do trimestre de agosto a outubro deste ano, no total são 100 mil desempregados a mais. 
 
Os dados  fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE. A pesquisa não usa só os trimestres tradicionais, mas períodos móveis (como fevereiro, março e abril; março, abril e maio etc.). 
 
Comparação com resultados anteriores
 
No trimestre de setembro a novembro de 2016, a taxa de desemprego foi de 11,9%:
 
no trimestre de junho a agosto, havia sido de 11,8%
no trimestre de agosto a outubro, havia sido de 11,8%
um ano antes (setembro a novembro de 2015), havia sido de 9%.
O número de desempregados chegou a 12,1 milhões:
no trimestre de junho a agosto, havia sido de 12 milhões
no trimestre de agosto a outubro, havia sido de 12 milhões
um ano antes (setembro a novembro de 2015), havia sido de 9,1 milhões.
 
*Com pesquisa e informações dos sites da Folha e Estadão. 
 

0800 378 2246





Lista de Tag's

Outros Links



Copyright © Pós Graduação Estácio 2016