Dor de cabeça: um mal que atinge muitos


Postado em 11/04/2018



Você sabia? Existem mais de 200 tipos de dor de cabeça. Mas, na hora em que ela chega, não há tempo nem mesmo de classificá-la. A urgência é para que a dor cesse, logo. Um alívio temporário é ter a informação de que cerca de 90% dessas mesmas dores estão relacionadas com tensão e enxaqueca. Nada tão grave. O incômodo é  que se torna gigante. 

Uma dessas conhecidas dores, identificada como cefaléia tensional, atinge pessoas que possuem entre 20 e 40 anos e é mais comum em mulheres do que em homens. As causas da dor são o estresse e a ansiedade. Essa cefaléia vai de leve a moderada e incomoda bastante. A sensação é que uma faixa está apertando a cabeça, fazendo pressão. Normalmente, a dor que passa com repouso ou analgésico.
 
Se a dor persistir, pode ficar crônica, durante 15 dias ou mais. Às vezes, nem o remédio dá conta! Para evitar a cefaleia tensional é preciso quebrar a rotina, desestressar. Exercício físico também ajuda.
 
Vale dizer que a percepção de dor é diferente para cada pessoa. A intensidade da dor de cabeça pode ser aceitável para uma pessoa e insuportável para outra. No entanto, diante de qualquer incômodo persistente, o ideal é procurar um médico para o correto diagnóstico. 
 
 
 

0800 378 2246



Copyright © Pós Graduação Estácio 2018