Educação: Indígenas e quilombolas podem concorrer à bolsa permanência


Postado em 11/08/2017



Estudantes indígenas e quilombolas matriculados em instituições federais de ensino superior podem concorrer a uma vaga no Programa de Bolsa Permanência (PBP) do Ministério da Educação. As oportunidades serão para a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).
 
A pasta abriu edital para selecionar alunos em situação de vulnerabilidade social nesta segunda-feira (7). As bolsas de R$ 900 serão repassadas aos selecionados por meio de um cartão do benefício.
 
Será possível se inscrever até 29 de setembro pela página do Ministério e no Sistema do Programa de Assistência Estudantil (PAE) da Univasf. Interessados precisam comprovar renda para participar do programa. As avaliações socioeconômicas estão marcadas para outubro.
 

0800 378 2246





Lista de Tag's

Outros Links



Copyright © Pós Graduação Estácio 2016