Instrumento musical e a importância para o cérebro


Postado em 01/02/2019



A boa música é sinfonia para os ouvidos. Pode ajudar na concentração, trazer momentos de calma, animar uma tarefa que parece monótona ou, até mesmo, mudar o padrão de pensamento das pessoas.  
 
Quando se trata da criança, isso não é diferente. E os instrumentos musicais chegam para despertar curiosidade e promover o aprendizado dos pequenos. Para o neuropsicólogo espanhol Álvaro Bilbao, educar é apoiar a criança em seu desenvolvimento cerebral. Seu conselho é que, no cotidiano, ao invés de deixar os pequenos no celular ou tablet, o adulto deve incentivá-los a tocar um instrumento musical.
 
De acordo com Bilbao, a capacidade que a música tem de estimular o raciocínio da criança é maior do que o que a tecnologia pode oferecer. Além disso, estudos apontam que escutar música e tocar um instrumento potencializam capacidades cognitivas, como a memorização.
 
Logo, de acordo com suas publicações, explicações e textos, o profissional auxilia os pais a promover nos filhos o potencial intelectual e emocional por meio dos “estímulos certos” e sem pressões. Essa seria a chave para que a infância ocorra de maneira saudável e com a garantia de uma educação que alimenta o conhecimento. Que tal investir nessa ideia?
 
--------------------------------
 
Seu campo de estudos é a Psicologia ou a Educação?
 
Então conheça os nossos cursos! Fique por dentro do conteúdo programático da Pós em Neuropsicologia
 
Faça parte do time Pós Estácio! 
 
 
 

0800 378 2246

Outros Links



Copyright © Pós Graduação Estácio 2019