Produção de orgânicos confirma desenvolvimento


Postado em 04/09/2018



Em trajetória de crescimento, o setor de produtos orgânicos, incluindo alimentos, industrializados, cosméticos e têxtil, faturou 3,5 bilhões no ano passado. Comparando com o ano anterior, 2016, o faturamento foi de 3 bilhões, e, no ano de 2010, havia sido faturado 500 milhões. Os dados do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis) demonstram a expansão dos orgânicos no Brasil, favorecendo o surgimento de novas alternativas e oportunidades para  os que trabalham na área. 
 
No período analisado pela Organis, o registro de entidades produtoras de orgânicos também aumentou. De acordo com o Ministério de Agricultura e Pecuária são ao todo 17.075 fabricantes, sendo 70% deste total composto por agricultores familiares que conquistam renda através dos alimentos naturais. E, além de benefícios sociais, como o oferecimento de alimentação de qualidade à população, o meio ambiente também é favorecido, pois a terra é preservada e são respeitados os ciclos biológicos e a biodiversidade. 
 
Além disso, os orgânicos impulsionam a inovação em outros mercados, como o do marketing digital. Visto que, em razão da tecnologia, os hábitos de consumo estão mudando, e a busca pela praticidade passa a ser um dos objetivos a serem alcançados pelos vendedores, caso pretendam melhorar a performance de vendas. Nesse caso, o e-commerce (comércio eletrônico) fornece o ambiente estratégico para atender os desejos do consumidor, que na ausência de orgânicos nas prateleiras de supermercados tradicionais, encontra na internet o acesso aos itens. Dessa forma, agências ou empresas de marketing digital são fortes aliadas na divulgação dos sites e plataformas digitais do fabricante. 
 
Alguns exemplos de sucesso já podem ser encontrados no Brasil, por exemplo no Clube Orgânico, plataforma online que reúne produtores e revendedores de legumes, verduras, frutas orgânicas entre outros. Inclusive, o ator Marcos Palmeira faz parte da iniciativa, através da sua fazenda conhecida pelo nome de Vale das Palmeiras. Na mesma linha, a Ecobio e o Sítio do Moinho experimentaram efeitos positivos nas vendas através da adoção do e-commerce. 
 
-----
 
Visando a divulgação de informações correspondentes à qualidade dos alimentos, além de dados sobre certificação, rotulagem e políticas de saúde, por exemplo, o curso de Segurança, Qualidade e Gestão em Alimentação para a Coletividade é ofertado pela Estácio. Conheça mais informações! 
 
Fontes:
 
 

0800 378 2246



Copyright © Pós Graduação Estácio 2018