A atuação do farmacêutico especializado em oncologia em hospitais


Postado:


O farmacêutico clínico especialista em oncologia tem um papel essencial como integrante de uma equipe multidisciplinar nessa especialidade, assim como na luta contra o câncer. Esse profissional atua na manipulação e no gerenciamento de medicamentos administrados em diferentes etapas, garantindo que os procedimentos estão sendo feitos da maneira correta, conforme a prescrição.

O enfermeiro clínico oncologista é responsável pela gestão da farmácia clínica e de programas de atenção farmacêutica. Ele possui um vasto conhecimento sobre drogas e diferentes terapias e muitas vezes lida com situações de alta complexidade, assumindo um dever de grande importância para o sucesso do tratamento do paciente com câncer.

Em relação à quimioterapia, de acordo com a Resolução nº 288/96 do Conselho Federal de Farmácia, somente o farmacêutico é autorizado a manipular citotóxicos utilizados nessa modalidade de terapia, pois esse especialista saberá realizar o manejo adequadosegundo normas técnicas e conhecendo profundamente as diretrizes, garantindo a segurança essencial para a administração das drogas, de acordo com as resoluções de segurança.

Esse especialista também cumpre um importante papel lidando diretamente com o paciente, devendo estar preparado para trazer informações sobre possíveis eventos colaterais de maneira apropriada.

 

Carreira do enfermeiro clínico oncológico

A carreira farmacêutica especializada em oncologia é bastante valorizada na área médica e permite ao profissional atuar em hospitais filantrópicos, públicos e privados. Por se tratar de uma atividade de alta complexidade, a maior parte das oportunidades estão em cidades de médio e grande porte, que possuem centros hospitalares especializados para receber pacientes vítimas de câncer.

Especializar-se em farmácia oncológica exige um perfil profissional multidisciplinar, tendo em vista que este deve ter conhecimentos básicos de administração e habilidade para coordenação e liderança. É necessário também possuir competência para implantação da farmácia clínica e de programas de atenção farmacêutica. É importante ressaltar que todo serviço de alta complexidade no tratamento de câncer licenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) deve contar com um farmacêutico para a manipulação de quimioterápicos.

Você é profissional de farmácia e deseja se especializar na atuação voltada para oncologia? Conheça o curso de pós-graduação em Farmácia Clínica em Oncologia da Pós Estácio!

0800 378 2246

Outros Links



Copyright © Pós Graduação Estácio 2019