A conexão do mundo globalizado


Postado:


A globalização é um processo de interação e integração entre as pessoas, empresas e governos de diferentes países, um processo conduzido pelo comércio internacional e investimento auxiliados pela tecnologia da informação, sendo parte importante a internet e suas conexões. O processo de globalização aproxima culturas, sistemas políticos, desenvolvimento econômico e auxilia o bem estar da sociedade.

A globalização não é um acontecimento recente e muito menos causado pela internet, como todos pensam. Na Idade Média, através da Rota da Seda, que ligava o comércio Europa à Ásia, a globalização já era existente. Com o passar do tempo e a descoberta de novas tecnologias, data-se principalmente após a Revolução Industrial, fez com que o mundo conectasse-se rapidamente, ganhando assim a liderança os países desenvolvidos ou com uma moeda mais forte.

A globalização nos dias de hoje
O novo conceito de globalização começou a ser modificado a partir de 1989, o que simbolizou a ascensão do paradoxo atual. Na China manisfestantes protestavam a favor democracia, manifestações lideradas por estudantes. Isso provocou uma repressão por parte militar, deixou milhares de pessoas feridas e cerca de 800 civis mortos. Na Alemanha a queda do muro de Berlim decretou a conexão entre o Ocidente e Oriente do país. Ambos os fatos unidos com a evolução tecnológica: celulares, computadores e internet abriram as portas para que o Mundo inteiro se conhecesse de forma comercial.

A tecnologia tem sido outro principal motor da globalização. Os avanços na tecnologia da informação, em particular, têm transformado radicalmente a vida econômica. As tecnologias da informação têm dado todos os tipos de atores econômicos consumidores individuais, os investidores, as empresas, novas ferramentas valiosas para a identificação e busca de oportunidades econômicas, incluindo análises mais rápidas e mais informadas sobre as tendências econômicas em todo o mundo, fáceis transferências de ativos, e colaboração com parceiros distantes.

Existem diferentes visões sobre a globalização: a primeira defende a abertura de empresas estrangeiras (países desenvolvidos) em países subdesenvolvidos, abrindo assim oportunidades de emprego e movimentação do fluxo econômico. Por outro lado, as pessoas que defendem o nacionalismo afirmam que empresas nacionais deverão ser consideradas importantes e colocadas em primeira opção pelo governo, com o intuito de valorizar o produto criado em casa.

A verdade é que o mundo é redondo e que as barreiras comerciais já não existem mais. Mas engana-se quem pensa que o comércio pode ser feito de qualquer maneira, pois sem o conhecimento cultural, político e comercial do próximo, o modelo de gestão da globalização não ganha forma nem mesmo lucratividade.

 

0800 378 2246

Outros Links



Copyright © Pós Graduação Estácio 2020