A importância do uso da ferramenta CAT para memórias de tradução


Postado:


Saiba como a ferramenta CAT está facilitando o trabalho de tradutores profissionais.

Na área de tradução profissional, existe um recurso chamado “memória de tradução”, que poucos sabem como funciona e para qual finalidade foi criado. A ferramenta CAT (Computer-Assisted Translation) é um programa de tradução assistida que auxilia tradutores a realizar seus trabalhos e permite que criem memórias de tradução nas quais é possível armazenar palavras, frases e termos recorrentes que serão utilizados mais vezes no futuro. A ferramenta CAT dispõe textos em segmentos pequenos e fáceis de gerenciar, os quais são salvos na memória de tradução, assim como o texto-fonte. Dessa forma, é possível acessar os segmentos a qualquer momento.

Existem diversas ferramentas CAT disponíveis, como MemoQ, Across Idiom, XTM e Wordfast. Embora as ferramentas sejam diferentes, é possível exportar e acessar os segmentos em qualquer uma delas, universalmente, com o arquivo na extensão tmx.

 

Benefícios do uso de uma ferramenta CAT na tradução

Um dos principais benefícios é a redução significativa dos custos. Para definir um orçamento, um fornecedor de traduções analisará aspectos como novas palavras não traduzidas, correspondências totalmente traduzidas, correspondências parcialmente traduzidas e repetições de palavras.

Em um exemplo prático, se uma empresa desejar traduzir um manual semelhante a outro produzido três anos antes, será bem mais vantajoso o uso da memória de tradução nesse novo trabalho. Se a memória de tradução for utilizada na análise, a empresa só precisará pagar o valor total de palavras em relação aos textos adicionais, tendo em vista que outros textos idênticos ou exatos terão uma taxa bem menor. Assim, o cliente terá um manual inteiramente novo por um preço menor, graças à ferramenta CAT.

 

Consistência de informações

A ferramenta CAT também é essencial na consistência de documentos, sejam eles guias, manuais ou brochuras. A redação dos diferentes textos e mensagens da empresa deve ser homogênea. A terminologia, os nomes de produtos e suas abreviações devem seguir o mesmo padrão, para que a marca permaneça fixa em sua identidade.

O uso da CAT permite que a empresa não fique presa a apenas um fornecedor de traduções. Caso a verba ou até mesmo o prazo exigirem o uso de outro recurso, a memória de tradução criada pela ferramenta CAT garantirá que o novo profissional mantenha todos os conteúdos anteriores. Mesmo que você não possua um software de tradução, o fornecedor deve providenciar uma cópia da memória de tradução para fins de registro, caso você queira solicitar.

 

Produção

Toda empresa que trabalha e produz materiais em outro idioma deve trabalhar com memórias de tradução. Caso a sua já possua materiais traduzidos, mas sem ter utilizado a ferramenta CAT, ainda é possível empregar um recurso próprio dessas ferramentas para criar uma memória de tradução alinhando o texto-fonte e o texto-alvo. A memória de tradução também é um armazenamento com alimentação contínua de termos e estilos de redação preferenciais. Quando comentários de revisão são adicionados, a memória deve ser atualizada.

 

Revisão de erros

Ferramentas CAT também contam com a verificação de erros de tag, que é bastante semelhante à verificação ortográfica do Microsoft Word, recurso que também é disponibilizado. Erros de ortografia e formatação, ou traduções ausentes, geram alertas para o tradutor, proporcionando dupla verificação de qualidade.

 

Inscreva-se nos cursos de extensão presenciais da Pós Estácio para profissionais de tradução:

Extensão em Introdução ao Uso das Ferramentas de CAT

sábado (01/02)

Pós Estácio Unidade Bela Vista - Rua Treze de Maio, 408 - São Paulo

 

Extensão em Explorando Recursos e Sinergias das Ferramentas de CAT

Domingo (02/02)

Pós Estácio Unidade Bela Vista - Rua Treze de Maio, 408 - São Paulo

 

0800 378 2246

Outros Links



Copyright © Pós Graduação Estácio 2020