Alunos da Pós Estácio traduzem Boletim Epidemiológico da Organização Pan-Americana da Saúde

Tudo aconteceu por meio do Escritório de Tradução John Whitlam, um projeto que leva o nome do falecido professor da Pós-Graduação Estácio, que, além de escritor, era mestre em Modern and Medieval Languages pela University of Cambridge (1984), e em Advanced Japanese Studies pela University of Sheffield (2003).

Os alunos da Pós Estácio realizaram a tradução do Boletim Epidemiológico 25 da OPAS/OMS.

Em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde, o projeto visa oferecer aos alunos, além da capacitação teórica, uma preparação prática para o mercado de trabalho por meio de projetos de tradução que seguem um padrão empresarial profissional, com gerentes, tradutores e revisores.

Todo esse processo é supervisionado pela Abrates (Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes), que disponibiliza mentores para monitorar o avanço dos alunos em cada uma das etapas.

A OPAS produz seus textos em inglês sem tradução para outras línguas, daí a necessidade de profissionais que atendam a esse tipo de mercado, e os alunos da Pós Estácio já estão sendo preparados para dominar essa área.

Equipe:

Tradutores: Conrado Vollú de Araújo, Sindy Cordeiro Serravalle Magalhães Sperling, Glauciele Cristina Caetano Silva, Luis Fernando Martins Moreira

Revisora: Marcela Lemos Motta

Gerente do projeto: Natália de Souza Oliveira

Mentores da Abrates: Ricardo Souza, Marina Borges

 

Agora só falta você! CLIQUE AQUI e experimente as vantagens de ser aluno Pós Estácio. Inscreva-se em nossa Websérie GRATUITA e exclusiva sobre “Princípios de como atuar no mercado da tradução”, e venha com a gente impulsionar de vez sua carreira!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe essa notícia

Veja também