Mulheres e as profissões: a diversidade no mercado de trabalho


Postado:


Não é de hoje que a luta para que haja mais diversidade no mercado de trabalho acontece. Sabemos dos momentos difíceis, das superações e, sobretudo, das conquistas e da abertura do mercado de trabalho para as mulheres. Neste Dia Internacional da Mulher, falaremos sobre alguns marcos importantes, algumas carreiras que se abriram e o que devemos esperar nos próximos anos. 

Mercado de trabalho, as mulheres brasileiras e a pandemia

Segundo noticiado pela InfoMoney, o cenário econômico do ano passado, extremamente impactado pela pandemia de Covid-19, afetou diversos trabalhadores, ocasionando um efeito mais forte nas mulheres.
 
De acordo com dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o terceiro trimestre de 2020 teve o índice de 45,8% de mulheres trabalhando em diversos setores da economia. Esse índice, por sua vez, representa o número mais baixo em 30 anos, desde 1990, quando essa taxa ficou em 44,2%.
 
A pandemia de Covid-19, então, no quesito atuação profissional, agravou a desigualdade de gênero, que já é um problema estrutural da sociedade como um todo. Isso fica claro quando exemplificamos com um exemplo da história do Brasil: até meados da década de 1960, as mulheres casadas não podiam participar do mercado de trabalho, a menos que tivessem autorização legal do marido. 
 
Claro que existem diversas camadas dessa desigualdade de gênero e da inserção das mulheres no mercado de trabalho. Isso porque, enquanto umas mulheres lutavam para conquistar um espaço profissional, outras não tinham outra opção para sobreviver. Por exemplo, as mulheres negras sempre trabalharam, muitas vezes em condições precárias, sem reconhecimento legal e, portanto, sem gozar dos direitos trabalhistas. 
 
Em uma sociedade que ainda enxerga a mulher como cuidadora do lar e os homens como provedores, e, além disso, não enxerga o seu próprio racismo estrutural, ainda temos muito chão a percorrer até chegar à igualdade racial e de gênero. 
 
Você também pode gostar de:
+ Mulheres na literatura: 5 escritoras brasileiras extraordinárias
+ Mulheres enfrentam a violência doméstica e a pandemia da Covid-19

Desafios das mulheres no mercado de trabalho

De todo modo, quando o assunto é a participação das mulheres no mundo do trabalho, ainda são muitos os desafios a serem superados. Entre eles, podemos citar:
 
• Diferenças salariais, pois, historicamente, as mulheres recebem salários menores que os homens.
• Jornada tripla, já que a maioria das mulheres é sobrecarregada com tarefas domésticas, cuidado com os filhos e a própria jornada profissional. Relembrando uma frase da célebre historiadora e feminista Silvia Federici: “O que eles chamam de amor, nós chamamos de trabalho não remunerado”.
• Assédio no local de trabalho.
• Falta de oportunidades de trabalho e, também, de crescimento dentro das empresas.
• Desigualdade nos cargos de chefia. 

Iniciativas para fomentar as oportunidades de trabalho e empreendedorismo entre as mulheres

Apesar de todos esses empecilhos, as mulheres resistem organizadas em alguns grupos, comunidades e iniciativas que visam promover e fomentar o acesso a informações do mundo do trabalho, bem como levar oportunidades de trabalho e empreendedorismo entre as mulheres.
 
Podemos citar aqui algumas dessas iniciativas:
 
Preta comprando de preta: este é um espaço destinado a vendas, compras e trocas de experiências entre mulheres negras.
 
Mulheres no e-commerce: com foco em proporcionar um local para as mulheres que desejam atuar no mercado eletrônico.
 
She works!: esta é uma plataforma internacional, com disponibilidade em território brasileiro, que visa conectar empresas e mulheres que trabalham como freelancers ou em regime home office.
 
Contrate uma mãe: idealizado por profissionais de RH, inovação e comunicação, a plataforma propõe-se a ser uma rede de apoio para mães que buscam a reinserção no mercado de trabalho. 
 
Existem muitas outras plataformas destinadas a ajudar, aproximar e fornecer informações e oportunidades a diferentes mulheres no mercado de trabalho, em diversas áreas de atuação. Até porque a profissão de uma mulher é a que ela escolher!
 

Compartilhe essa notícia

 

Outros Links



Copyright © Pós Graduação Estácio 2021