O futuro do audiovisual brasileiro na era do streaming


Postado:


O mundo vem mudando a forma de consumir entretenimento nos últimos anos. Se antes você alugava fitas VHS ou DVDs em uma locadora, ou tinha à disposição uma enorme lista de canais de TV com programação e horários de exibição, hoje, graças aos serviços de streaming, pode assistir ao seu filme favorito a qualquer hora do dia, no conforto de casa. O surgimento destas plataformas revolucionou o mercado audiovisual mundial, inclusive no Brasil. Segundo especialistas, o streaming é o futuro da mídia como conhecemos, e essa revolução não vai parar por aí: “Quem não se adaptar, vai desaparecer”, afirma Paulo Sérgio de Almeida, diretor da consultoria Filme B.
 
Enquanto as plataformas de streaming conquistam cada vez mais assinantes, o público da TV paga diminui gradativamente. Segundo a Anatel, em 2017 o número de assinantes de TV a cabo somavam mais de 18,1 milhões, no entanto, em 2018 o número caiu para 17,5 milhões. A mudança no mercado do entretenimento abriu os horizontes de produtores de conteúdo e estudantes de audiovisual, que hoje enxergam nestas empresas de conteúdo sob demanda a oportunidade de tornar suas produções reais. 
 
A principal marca de streaming no mercado atual tem como seu carro chefe a produção de filmes e séries originais, tendo também em seu catálogo uma quantidade considerável de produções nacionais que tende a crescer nos próximos anos, gerando oportunidade e aquecendo o mercado do entretenimento brasileiro. Além dessa empresa, outras estão de olho no Brasil como um produtor audiovisual em potencial.
 
Deseja saber mais sobre a estrutura do roteiro e os gêneros cinematográficos, além de estrutura e linguagem da montagem cinematográfica? Estes e outros tópicos são abordados no conteúdo programático da Pós em Cinema e Linguagem Audiovisual.
 
Confira também o texto: 
Retrato do Cinema e do Mercado Audiovisual Brasileiro 
 
 
Fontes:
One Health Mag
Exame
 

0800 378 2246

Outros Links



Copyright © Pós Graduação Estácio 2019